sábado, 1 de junho de 2013

83.ª Feira do Livro de Lisboa

Aaaah, a Feira do Livro...

Subir e descer o Parque Eduardo VII (umas boas vezes seguidas), carregar sacos de livros (faz-me sentir uma daquelas mulheres de "O Sexo e a Cidade" a percorrer a Quinta Avenida com sacos de roupa de marca), comer uma fartura (faz mal, mas é pela tradição)... Coisas que eu espero aproveitar por muito mais anos.


Infelizmente, gastar dinheiro está cada vez mais difícil. Não só por não ser ter, pois mesmo o que se tem custa estar a gastar. Mas eu acho que isso não é desculpa para sair de mãos vazias.
Os alfarrabistas vendem livros quase novos, de excelente qualidade literária, a 5 ou 10 euros. Apesar de não serem baratos, alguns livros não deixam de ter m Preço de Feira acessível, sobretudo os livros do dia. Enfim, é verdade que o dinheiro é pouco e os livros caros são muitos, mas com os alfarrabistas, os livros do dia e os descontos de algumas editoras (lembro-me de a Relógio d'Água e a Saída de Emergência, por exemplo, terem um espaço com livros bastante baratos), acho que ainda vale a pena.

Fui à procura de alguns livros específicos, mas poucos consegui comprar. Não consegui encontrar a maior parte dos livros da série "O Primeiro Homem de Roma" de Colleen McCullough. Numa série de sete livros, tenho os quatro primeiros. Se algum de vocês encontrar algum destes livros, se viverem perto de uma livraria que ainda os tenha, qualquer coisa, seja onde for, Lisboa Porto ou Freixo de Espada à Cinta... Por favor contactem-me.

Giro giro é eu andar aqui maluco à procura de livros de uma série que já não se vende e, vejam só, decido comprar os livros do Ciclo Pendragon, que já agora é uma série de 5 livros que também não se encontram facilmente por aí. Comprei os primeiros três (a trilogia original).

Também arrisquei a comprar, por 1 euro apenas, alguns livros da saga de dragões de Anne McCaffrey. Já ouvi maravilhas sobre estes livros e pareceu-me uma boa oportunidade!

Este ano, sem dúvida, abusei um pouco mais do que o ano passado (aliás, não me lembro de comprar nenhum livro sequer). Sobretudo nos alfarrabistas, sempre aproveitando os preços mais baixos, saí de lá com a biblioteca bastante reabastecida (apesar de ultimamente não conseguir ler quase nada).

As compras foram, sem dúvida, fantásticas. A Feira em si é que me continua a confundir: todos os anos dizem que vão fazer grandes alterações, que vai haver novidades e que vai adquirir um novo formato... E no entanto  todos os anos é igual à edição anterior. Não compreendo bem.

8 comentários:

Neptuno_avista disse...

Olá! Já li a trilogia dos dragões da Anne McCaffrey, podes ver aqui a minha opinião, mas resumidamente o primeiro livro é o melhor deles todos. É o que apresenta mais acção.
Boas leituras!
Beijinho

nuno chaves disse...

Não sei se moras perto do Montijo ou de Alcochete, a série inteira de o primeiro homem de Roma, a 2 euros cada voluma, as ultimas edições da Didel, comprei apenas 4, pois os outros não havia. No Freeport

Pedro disse...

Neptuno_avista, espero então pelo menos gostar tanto do primeiro como tu gostaste!! (nem sequer comprei mais livros relacionados com Pern, mas fiquei curioso)

Nuno chaves, há quanto tempo compraste os livros? Será que ainda estão disponíveis? Não moro ao pé, moro para os lados de Lisboa, mas consigo ir lá ter! Muito obrigado pela resposta!!

Boas leituras

Iceman disse...

Grande Pedro!
Essa série do Lawhead já li e recomendo muito, se achaste os três primeiros livros originais, então foi um achado porque são muito complicados de se acharem.
De resto concordo contigo em relação à feira. É sempre um prazer lá ir, mas todos os anos é um pouco mais do mesmo e também eu não vislumbro grandes novidades.
Cá para nós, acho que é mais marketing.

Pedro disse...

Iceman, precisamente por me lembrar de tu aconselhares esta série, assim que vi os três livros decidi logo comprá-los!
Estou a ver que o Pendragon e o Graal vão ser mais uma tortura para procurar (parece que não me chega a série de McCullough).

Enfim, olha, pelo menos sempre é bom sinal enquanto houver Feira!
Grande abraço

folhasdepapel disse...

Acho que, cada vez mais, os alfarrabistas e feirantes são mais procurados entre os ávidos leitores. Cada vez opto mais por livros usados porque são mais baratos e, verdade seja dita, é um desperdício ver um livro numa banca a "chamar por nós" e nós não respondermos ;)
Boas leituras!

Eagleone disse...

Acredito sinceramente que a Bertrand irá publicar a seu tempo toda a saga do 1º homem de Roma,não faria sentido não o fazerem visto estar interligada toda a história.Eu tenho todos menos o último António e Cleópatra que espero um dia vir a comprar.Apesar de serem todos com cerca de 800 a 1000 págs.pedimos que nunca acabe.

Pedro disse...

folhasdepapel, agora até na Fnac é possível encontrar livros usados a 5 euros!

Infelizmente, isso não impede muitas casas em Lisboa fecharem...


Eagleone, espero que sim!
Apesar de estar interligada, de modo algum o primeiro livro acaba de forma incompleta. E uma vez que não há referência absolutamente nenhuma ao resto da colecção, acho que a Bertrand decidiu jogar pelo seguro e acompanhar o sucesso da reedição da série...
Infelizmente, só tenho os quatro primeiros, e não sei se conseguirei encontrar mais algum. Li os dois primeiros e adorei!

Quem também lê