sábado, 19 de setembro de 2009

O Nome do Vento, de Patrick Rothfuss

"Chamo-me Kvothe. Resgatei princesas dos túmulos de reis adormecidos, incendiei Trebon. Passei a noite com Felurian e parti com a sanidade e com a vida. Fui expulso da Universidade na idade em que a maioria dos alunos é admitida. Percorri caminhos ao luar que outros receiam nomear durante o dia. Conversei com deuses, amei mulheres e compus canções que fazem chorar os trovadores. É possível que me conheçam." Assim se inicia uma história sem igual na Literatura Fantástica, a história de um herói contada pela sua própria voz. É uma história de mágoa, uma história de sobrevivência, a história de um homem que busca o sentido do seu universo e de como essa busca e a vontade indomável que a motivou, fizeram nascer uma lenda. "O Melhor do Ano para a Amazon.com... Escolha So Far para 2007. Os fãs de Harry Potter ansiando por uma nova série excitante não precisarão de procurar além de O Nome do Vento, primeiro livro de uma trilogia sobre um órfão que se torna lendário. Repleto de música, magia, amor e perda, a estreia cativante e viva de Patrick Rothfuss deixou-nos sem palavras." Amazon.com

Este livro é um peso enorme: 966 páginas!
Quer dizer, já ninguém cá edita um livro deste tamanho! Na melhor das hipóteses encontramo-los divididos em dois...

Daí que eu me tenha sentido ainda mais excitado por começar a leitura de um livro que prometeu ser uma nova entrada na Literatura Fantástica a tornar-se clássica!
Prometeu... E cumpriu!
Devo realmente dizer que este já é dos meus livros preferidos do ano e, muito possivelmente, um dos livros de Fantasia que mais prazer me deu ler.

Sou-vos sincero: houveram alturas em que me senti tão agarrado, tão frenético!!!, tão entusiasmado, que simplesmente me doía pôr o livro de lado. Foi um autêntico vício do princípio ao fim, e quando passei três dias sem pegar nele, bastou ler apenas uma página para me sentir ainda mais vibrado!!!

"O Nome do Vento" é uma espécie de Harry Potter para adultos, passado numa espécie de Terra Média. Poderão pensar "Isso são demasiadas influências...", mas garanto-vos que estamos perante um livro fresco, capaz de nos fazer imaginar e por criar uma história deveras emocionante. Mais do que emocionante! Kvothe é uma personagem poderosa.

A capa está lindíssima, e transmite muito bem a aura negra, misteriosa, mística, que o livro tem. Embora possamos fazer uma comparação a Harry Potter, já que estamos perante um jovem que entrou para a Universidade para se tornar um dos maiores mágicos de sempre, pessoalmente não achei tanto assim... O livro é grande, e eu não tiro nem uma palavra!!! Pelo que a história também há-de ser bastante desenvolvida...

Os seus pais foram mortos por criaturas que o próprio Kvothe não sabe quem são, mas suspeita serem quem muitos pensam nem existir... E para se vingar vai ter de estudar e desenvolver a prática de magia que desde pequeno revelou ter. Mas a quantidade de sacrifícios que terá de passar quase nos arrancar do nosso mundo.

Kvothe é uma personagem deveras bem construída. Tão bem construída, para se tornar tão fantástica e humana quanto possível, que se torna muito verídica. Viveu centenas de aventuras e conheceu outras centenas de pessoas que foram capazes de nos fazer ficar pegados ao livro, mas até se tornar uma lenda teve de sofrer muito... Um destino que nos intriga ao longo do livro!

É uma história deveras cativante. E não deixa de ter tudo o que um livro fantástico tem. É de notar a criação de um mundo que foi construído à base de imensas lendas e mitos e personagens históricas que se tornaram lendárias, muito à base do que temos com "O Senhor dos Anéis"! No entanto, não deixa de ser algo novo e cheio de magia, romance, aventura, mistério, perda, todo o épico, que gostamos de ler neste tipo de livros.

Para quem se sente intimidado pelo tamanho, posso garantir que a escrita é tão cativante e acessível que não será uma leitura tão demorada! Para quem julga que estamos perante uma daquelas histórias inspiradas noutras, posso garantir que esta entrada tem de tão cativante quando original. Opinião pessoal: fiquei vibrado!!! Mal conseguia pousar o livro sem me sentir mal! Há algum tempo que não lia um livro que me fizesse vibrar tanto (voltei a experimentar a sensação que apenas tinha tido com "Os Pilares da Terra", que é só o meu terceiro livro preferido!).

Espero que o autor não demore assim tanto tempo a escrever o segundo volume (tudo leva a crer que vai levar muito tempo...), porque a vontade de entrar de novo no seu mundo e de continuar ao lado das suas personagens é extremamente alta!!!

25 comentários:

Canochinha disse...

É um livro que já quero ler há muito, muito tempo :) Parece corresponder às expectativas e por isso conto lê-lo em breve!
Pena ser publicado pela Gailivro, cujos responsáveis não se cansam de me enviar publicidade relativa a este livro, mas não respondem aos meus emails. Se não o tivesse ganho num passatempo, compraria a versão inglesa que custa metade do preço...
Desculpa este desabafo ;)

Pedro disse...

Canochinha,
bem, eu não conhecia o livro, mas digo-te sinceramente... Há algum tempo que não me sentia tão frenético! Ainda tenho bem em mente um capítulo que me deixou sem fôlego (espero que leias em breve para que possamos trocar impressões =D).
Foi a própria Gailivro que me enviou um mail a sugerir a leitura, pelo que... Epá, não tenho queixas! =P Aliás, enviaram logo dois livros. Demasiada atenção! =O

Contacto com o próprio editor, não sei se será por isso... Se comprasses a edição original, de certeza que irias ler muito facilmente, porque é uma escrita muito acessível!!

E os desabafos são um dos propósitos para comentarmos aqui =)

Fico à espera pela tua opinião! (e parabéns por venceres o passatempo! ^^)

Canochinha disse...

Tenho mesmo de ver se o leio depressa, a tua opinião deixou-me ainda mais curiosa do que já estava :)

Quanto ao resto, não me importo mesmo nada de levar um não como resposta... o que me chateia é a não existência de uma resposta. Também recebo n mails via blog e faço questão de respondê-los a todos. Acho que se as pessoas se dão ao trabalho de nos contactar o mínimo que merecem é uma resposta. Mas pronto, cada um sabe as linhas com que se cose e não é coisa que me tire o sono :)

Iceman disse...

Pontuação máxima?
Para um livro de fantasia?
Vou ficar de olho nele, mas sublinho um grande senão: quantos volumes terá a obra?

dabookz disse...

Apesar de não ser grande fã deste género fico sempre curiosa...
Gosto muito dos teus comentários!

Nómada disse...

Iceman não sei porque ficas tão admirada por levar a pontuaçao maxima! O livro é estramamente Bom. Eu li os primeiros 4 capitulos pela Gailivro. E estou desajosa de ler o resto. Só ainda não o tenho porque participei no passatempo de Porta-Livros e só acaba hoje. Mas assim que acabar e saber se ganhei ou não, vou le-lo.

P.S. - Parabéns Pedro! O teu blog está muito Bom.

Clara disse...

Pedro,
já algum tempo que não te visitava. Andei um pouco ausente... Agora que regressei preciso urgentemente de renovar as minhas leituras. Vou ver o que aconselhas.

Beijinhos

Jojo disse...

Ui!... Com uma crítica destas, tenho de o ler rapidamente.

Adorei o blog!

Bjinho*

Pedro disse...

Iceman,
tu até sabes que eu sou fã de Fantasia, portanto não será assim tão impressionante =)
Mas sim, mesmo sendo ENORME, saboreei cada passagem, e muitas delas... Bem, muitas delas foram simplesmente vibrantes!
Em princípio, será uma trilogia... E, pelo tamanho, acho que o autor não terá medo de fazer três livros recheados. O problema é que ele demora e demora a escrever o segundo =/ Crê-se que estamos perante um daqueles autores que espaça os seus livros de dez em dez anos -.-

Dabookz,
obrigado! ^^ Bem, aqui o Iceman também não é fã de Fantasia e a curiosidade foi mais forte =P este livro vale mesmo a pena ;)

Nómada,
os primeiros capítulos mostram na perfeição aquela aura misteriosa e negra que falo... E a partir daí a coisa desenvolve-se de uma maneira impressionante!
Espero que ganhes! =D E obrigado pelo elogio, fico sinceramente lisonjeado! =)

Clara,
aconselho-te aqui muita coisa por acaso =P Este aqui é um deles, um dos melhores livros de Fantasia que já li... Por outro lado, acho que vais ficar curiosa com "A Cabana" ;)

Jojo,
parece que o entusiasmo é geral! Obrigado por todos mostraram apreciação positiva pela minha crítica!
Obrigado mais uma vez, ver que um leitor gosta do meu blogue é excelente!

Um grande abraço

Canochinha disse...

Só queria deixar a nota, e porque falei no assunto aqui, que obtive uma resposta e um pedido de desculpas por parte da Gailivro. ;)

Anónimo disse...

Só para dar uma boa notícia:

O Homem Pintado já está em pré venda e vejam só a oferta da Fnac na compra do livro. http://www.fnac.pt/pt/Catalog/Detail.aspx?cIndex=0&catalog=livros&categoryN=Livros&category=literaturaLinguaPortuguesaFantastica&product=9789895576777

Pedro disse...

Canochinha, já li o que escreveste na Estante! Comentarei lá ;)

Anónimo,
pois é, acho que daqui a pouco tempo também teremos aqui a crítica a esse livro!

Um grande abraço

Patrícia disse...

Estou com uma vontade louca de pegar nele! Tenho o livro ali em cima da mesinha à minha espera e de cada vez que por lá passo tenho de me controlar para não pôr tudo de lado e folhear as imensas páginas... Por agora estou a ler Memórias de um Vampiro, de Rafael Loureiro e espero pegar n' O Nome do Vento logo a seguir.
Gostei muito da tua opinião, o que só veio aumentar ainda mais a minha curiosidade e vontade de ler a obra. x)

Pedro disse...

Também já li boas críticas em relação ao livro de Rafael Loureiro!

Espero que gostes d' O Nome do Vento tanto quanto eu!!!

Patrícia disse...

Terminei O Nome do Vento há pouco... É, sem sombra de dúvidas, uma das melhores obras que li até hoje. Gosto bastante de literatura fantástica e esta obra veio deixar-me completamente boquiaberta. Mal posso esperar pelo segundo volume

Pedro disse...

Ainda bem que gostaste tanto!!!
Ainda vamos ter de esperar um bocadinho pelo segundo volume... Enfim...

Felicity e Gucci disse...

Bem já estava tentada a comprar livro «O Nome do Vento» a imenso tempo...mas com uma critica desta e a linda atribuição de 5 stars acho que fica mais fácil. A Fnac até ajuda-me porque tem uma promoção leva 4 e pague 3 e o «O Nome do Vento» faz parte dessa promoção tal como «A Montanha Mágica» que tenho imensa curiosidade em ler também...Esta decidido devo comprar a meias com a minha mana provavelmente «O Nome do Vento», «A Montanha Mágica», «O Homem Pintado» e a Caixa Exclusiva José Saramago com os livros «Caim + O Evangelho Segundo Jesus Cristo» tudo por 60 e poucos euros...ai sabe bem dividir por duas...

Gostei dos blogues e das crtíticas dos livros

Boas Leituras :)

Pedro disse...

Felicity e Gucci,
vale a pena, acredita! =D Ainda bem que te levei a concluir isso...

Beeeem, essa promoção da Fnac é tentadora! Também gostava muito de ler "A Montanha Mágica"... Agora estou a ler "O Homem Pintado", e estou a adorar. É sem dúvida um livro único fantástico ;)
Hei-de ler esses dois de Saramago em breve. Sou fã de Saramago, mas ainda não li esses que são consideradas as suas maiores obras.
(hehe para os livros todos que querem comprar e o preço que cada uma paga, vale mais do que a pena!)

Muito obrigado pelo elogio! ^^

Tatiana disse...

eu também "vibrei" completamente com este livro! sinceramente, não o consegui largar!! estava tão frenética e tão viciada que poxa... só quero que saia o segundo volume!!! :} aliás, acho o Kvothe uma das melhores personagens construídas pelo menos dos livros que li. Ai que nunca mais sai o segundo .....

Pedro disse...

Tatiana,
podes crer, estou ansioso por voltar a ter com Kvothe!!!

José disse...

Olá!
Já tinha ouvido falar d"O Nome do Vento" e ao princípio deixou-me intrigado. No entanto, por causa do tamanho, dei um passo atrás e adiei-o. Mas agora, ao ler a tua crítica, fiquei completamente convencido de que será uma das minhas próximas leituras (se não a próxima, quem sabe?).

Por agora, comecei hoje mesmo a ler o segundo volume d"Os Pilares da Terra" e, pelo que li do primeiro volume, é bem capaz de ser dos melhores livros que alguma vez li pois deixa-nos completamente agarrados às suas páginas. Ao mesmo tempo estou a ler "Memorial de Convento" de Saramago (leitura obrigatória do 12ºano) e, ao contrário do que estava à espera, estou a gostar ;)

O teu blog já se encontra nos meus favoritos :D
Boas leituras e um bom ano 2010!

Pedro disse...

José,
li "Os Pilares da Terra" em 2008, e foi o melhor livro que li nesse ano!

Aliás... "Os Pilares da Terra" é um dos meus livros preferidos, e quando digo isto estou a incluí-lo no meu Top 3 (onde se encontra também "1984", de George Orwell, que recomendo sem reservas, e "O Senhor dos Anéis", o clássico de Tolkien).

Ainda bem que estás a adorar tanto "Os Pilares da Terra", tanto quanto eu! Fico mais do que entusiasmado!!!

Quanto a Saramago, nunca li "Memorial do Convento", mas já li outros dele. É dos meus escritores preferidos, não há que recear um dos monstros da leitura obrigatória ou da escrita corrida =P

Se gostas assim tanto d'"Os Pilares da Terra", tenho quase a certeza que vais adorar "O Nome do Vento". Fiquei totalmente viciado na sua leitura.

Portanto... 2010 vai ser um excelente ano de leituras, pelo menos isso sei! ;D

Abraços, e obrigado.

Sakura Matsuri 2009 disse...

O nome do vento foi o melhor livro que li em 2009. Li os comentários no site da Amazon.com e vi que havia notas ótimas para ele. Comprei-o e, ao iniciar a leitura, mergulhei num mundo ímpar, daquelas leituras que te tiram da realidade e que te provocam êxtase e uma tristeza mordaz. Havia noites que eu não queria largar o livro. Houve capítulos pelos quais chorei profundamente. Outros, que sonhei junto com Kvothe. Triste mesmo foi acabar o livro em poucos dias e saber que não ia ter a doce leitura para saborear.
A história está prontinha para virar um filme, como aconteceu com o Senhor dos Anéis, espero que alguém tenha a mente aberta para dirigi-lo adequadamente.
Quando li teus comentários, pensei: até que enfim alguém conseguiu descrever exatamente como é o livro. Bom dividir a mesma sensação com alguém.
Num ano que os livros fúteis de vampiro venderam absurdamente, foi prazeroso ler um livro escrito por gente inteligente, para gente inteligente!

Pedro disse...

Sakura Matsuri 2009,
para mim, foi dos melhores livros de 2009, e um dos meus livros de Fantasia preferidos. Também entrei em êxtase muitas vezes durante a leitura, fiquei totalmente absorto da realidade para divagar com Kvothe (que me roubou vários suspiros).
Não sabia dessa do filme! Hum... Espero que realmente, a comparação a "O Senhor dos Anéis" seja bem feita! Que grandes filmes!

Podes crer, adoro quando há alguém que sentiu o mesmo que senti durante uma leitura. É reconfortante =)

Abraços

Anónimo disse...

Olá a todos,
Confesso que fiquei realmente intrigada com os comentários que li sobre o livro. Vi "O Nome do Vento" no FeiraNova, e já por várias vezes que pego nele e volto a pousar, o que me fascina nele é a grossura, sabe bem ter muito o que ler com qualidade....adorei ler a Nómada de Stephenie Myers precisamente por isso, apetece que nunca mais acabe por ser tão fascinante. Ainda não comprei o livro, pois não conheço o autor, agora com estes comentários, quando tropeçar nele outravez, já o trago para ler depois das Memórias de Idhún...Ah! Parabens pelo blog!

Quem também lê