segunda-feira, 24 de agosto de 2009

A Missão de Az Gabrielson, de Jay Amory

Alheou-se de tal modo do que o rodeava, que não se apercebeu de que havia uma outra pessoa naquele andar. O homem vestido de negro flutuou por trás, batendo as asas lenta e furtivamente. E nem sequer deu conta que o estranho pairava por cima das suas costas, suficientemente perto para lhe falar ao ouvido, até o perceber sussurrar. Uma única palavra. Proferida suavemente. Três sílabas. "Anormal" "Um elenco de personagens absolutamente maravilhoso. Excelente material! Amory é um autor com uma consciência social inata e uma voz capaz de atrair leitores de todas as idades." John Berlyne, SF Revu

Desde a capa que senti-me algo inspirado pelo livro.
E essa inspiração manteve-se até ao fim do livro! Custou-me tanto pô-lo de lado, ter de dormir!
Adorei, adorei este livro, há algum tempo que procurava algo Fantástico diferente mas não muito complexo, e encontrei!

Az é um rapaz Alado. Vive no Mundo das Nuvens. Que é, deixem-me que vos diga, extremamente fascinante!
Mas tem uma particularidade: nasceu sem asas. Não se sabe o motivo. E essa deficiência faz com que seja a única pessoa capaz de descer à Terra.
Mas porque deve descer à Terra??? Há séculos atrás os humanos subiram às nuvens, construindo cidades espectaculares e vivendo à custa de matérias-primas que sobem através de um elevadores, desde a Terra lá em baixo até às nuvens. E subiram para as nuvens porque a Terra foi contaminada.
Durante séculos, as máquinas trabalharam sozinhas, já que os Terrenos estariam extintos e apenas os Alados resistiram, e os elevadores trabalham por si só.
Mas um dia os elevadores vêm vazios. E Az tem a missão de investigar o caso. O problema é que os Alados que se encontram no Poder esconderam-lhe coisas que podem mudar toda a História.

E então Az chega ao solo, e começa a sua aventura. Uma corrida. Muito mistério e surpresas, muita acção e suspense.

Este livro está maravilhosamente escrito. A escrita é muito fluida e cativa da melhor maneira possível: deixa-nos à espera de mais, deixa-nos a imaginar ao máximo. Eu fiquei fascinado com a relação entre os Alados e os Terrenos e o Mundo das Nuvens, fartei-me de puxar pela imaginação! Os Alados são fascinantes, muito mesmo, e os Terrenos têm uma História que nos deixa a ansiar por mais, talvez por lhes sermos tão próximos.

Para além disso, os capítulos são pequenos, pelo que 453 páginas passam em 3 dias!

Um enredo excelente, como já disse, uma ideia brilhante. Foi esperto do autor pegar nestes povos e nesta história futurista. Ainda assim, algumas vezes quis que o livro fosse ainda mais complexo, porque para um fanático por Fantasia como eu, o que queria era explorar ao máximo os Alados e a história dos Terrenos!
Mas, de qualquer maneira, foi suficiente. Fiquei mais do que viciado.

As personagens, embora sejam bastante típicas neste tipo de livros, estão muito bem escolhidas. Facilmente nos vemos arrastados para os seus caminhos, as suas aventuras e intenções. Estamos perante um livro que, mais do que bem escrito, mais do que bem imaginado, mais do que personagens bem escolhidas, consegue atrair a todos.

Espero ansiosamente pela publicação do segundo livro,e espero que este venha com muito mais pormenor e ainda mais acção, que traga uma guerra épica que já prometeu! Se é fã de Fantasia, não hesite em pegar neste livro!

5 comentários:

Carla Martins disse...

Adorei seu texto!!!! Também acho que esse livro deve ser demais! Ficou a curiosidade!

João disse...

Parece interessante...
A capa é muito atractiva ;)

Ana Carolina disse...

Olá Pedro!

Soube deste site..http://www.dominiopublico.gov.br

Trata-se de uma biblioteca virtual.

Como achei que poderias gostas, deixo-te aqui o link.

Boa semana*

Canochinha disse...

Como já te disse, a tua opinião aguçou a minha vontade de ler este livro que por enquanto ainda está na minha prateleira. Talvez espere pela publicação da continuação... ou não!

Pedro disse...

Carla Martins,
obrigado! Ainda bem que ficas curiosa, é um passo para a leitura.

João,
podes crer, eu gosto da capa! É diferente das originais, mas na minha opinião mostra ainda melhor o que este livro é.

Ana Carolina,
bem, isso é excelente!
Só é pena ser em Português do brasil... mas safa, safa bem!

Canochinha,
não esperes. Vou-te já dizer: tu vais gostar de ler o livro, vais acabá-lo e não vais ficar a roer as unhas pela continuação. É excelente, de facto, mas não vale a pena estares à espera da continuação. Quando ela vier, veio! ^^ E virá, não em 2010, mas em 2011 talvez!

Um grande abraço

Quem também lê