domingo, 10 de julho de 2011

Nove Semanas e Meia, de Elizabeth McNeill

 Sim, provavelmente já viu o filme. mas ao ler o livro que lhe deu origem, a imaginação permite outros voos, que não passam necessariamente pelas caras (e corpos) de Mickey Rourke e Kim Basinger. Elisabeth McNeill é um pseudónimo que oculta a identidade de uma mulher de negócios nova-iorquina que, em 1978, revelou aqui as memórias de uma aventura sexual obsessiva, com padrões próximos do sadomasoquismo, com um homem que conheceu casualmente.

Bem, eu não vi o filme, mas espero pegar nele em breve!
Talvez alguns de vocês questionem o interesse da Literatura Erótica. Na verdade, eu respondo que livros eróticos são dos poucos livros que oferecem uma análise tão profunda e bem explícita da condição humana. A obsessão,  o desejo e prazer, a necessidade, até o amor, tudo aquilo que tanto caracteriza a motivação humana é exposta nestes livros, atingindo os limites. É um tipo de leitura fascinante que me dá bastante prazer em analisar (não estou a falar dos livros que encontramos na papelaria da Sabrina ou qualquer outro nome, esses sim próprios para fantasiarmos com a beleza dos corpos, embora nunca tenha lido nenhum desses).

Nove Semanas e Meia é igualmente cativante, ainda que bastante diferente da minha leitura erótica anterior (Sob os Telhados de Paris). Este livro é sobretudo a exposição de uma relação amorosa, em que o homem exerce um poder demasiado grande sobre a mulher, que loucamente apaixonada é capaz de fazer qualquer coisa por ele. De repente, a dor que ela achava repugnante torna-se um prazer, simplesmente porque o agrada. É talvez complicado perceber porque é que esta mulher não abandonava uma relação que ia longe demais nas suas fantasias, mas o que ela sentia por ele ultrapassava a paixão. E ele fazia tudo, mesmo tudo, por ela, portanto cabe ao leitor julgar a posição de ambos.


Não é um livro que dê destaque algum aos corpos dos personagens ou aos pormenores das relações sexuais. Aliás, nunca nos é fornecida uma descrição completa dos dois personagens, homem e mulher. Que me lembre, a única coisa que chegamos a saber é que ele tem um sorriso bonito e ela seios pequenos. Não é nada se considerarmos isto Literatura Erótica!
Mas, como disse logo ao início, a obsessão, a necessidade, são os principais temas deste livro. No fundo, não é pelo sadomasoquismo das relações sexuais, mas sim as motivações para isso e o que é que sentiam no momento.
Um livro pequeno, com uma escrita simples, mas aconselhável apenas a quem se interessar pela história, pelos temas abordados ou pelo tipo de literatura. Caso contrário, não é mais do que uma leitura de relativo interesse. Não me marcou sobremaneira como Sob os Telhados de Paris, acabando por servir apenas como "leitura entre livros", se me faço compreender. Tem um final repentino, mas as últimas palavras finalizam toda a obra.
Não é o tipo de relação que alguma vez estabelecesse com alguém. Ainda assim, quem sabe com quem me cruzarei amanhã...



10 comentários:

Ana Carolina disse...

Tenho aqui o livro e não sei se hei-de pegar nele.

Pedro disse...

Se ainda não estás com vontade, acho que não deves ler. É um bom livro, mas não excepcional. Longe disso! De "erótico" acho que encontras também muito mais explícito, se é o que procuras.

Ana Carolina disse...

Não procuro nada em especial. Apenas tenho vontade de ler, mas não sei em que hei-de pegar. Por isso, vim aqui ao teu blogue ;)

Pedro disse...

Hum... Bem, este livro lê-se muito facilmente, mas acho que no teu caso é um pouco secundário!
Espero que encontres algo então! =) tenho medo de te aconselhar algo que não tenhas. Em último caso, relê algo. Eu nunca fui de reler, mas ultimamente têm-me agradado bastante voltar a pegar nalgumas obras ;)

Ana Carolina disse...

Eu não tenho o "Sob os Telhados de Paris", mas vou tratar de o arranjar ;) Por isso, aconselha-me o que quiseres :)
Eu nunca reli um livro inteiro, mas às vezes, gosto de pegar em alguns livros que já tenha lido. O que é bom, porque às vezes, ao ler pela segunda vez, posso ter outra interpretação.

Gi-Pattz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
GiVici disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Leticia disse...

Onde posso baixar ou comprar esse livro?

Cristielen Taborda disse...

Olá!!! Tudo bem?
Onde posso encontrar esse livro?

Pedro Tavares disse...

O livro está publicado em Portugal pela editora Quinta Essência. Poderá ser comprado pela net através de sites como www.wook.pt ou o site da editora (http://www.quintaessencia.com.pt/pt/romance/contemporaneo/nove-semanas-e-meia/) ou por uma livraria!

Boas leituras

Quem também lê