sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett

Este ano, "Frei Luís de Sousa" é uma leitura escolar obrigatória.

Bem, a verdade é que é a terceira vez que o leio!

Almeida Garrett é, antes de mais, um dos meus autores preferidos. Depois de Fernando Pessoa e Eça de Queirós, este será o meu escritor nacional favorito! Adoro a sua escrita, adoro os seus enredos, tanto em drama como poesia, e falta-me ler a sua prosa!

Voltando ao livro... Li-o a primeira vez muito novo. Bem, tão novo que à primeira vez não percebi nada!
No dia seguinte voltei a relê-lo, e adorei de facto.

Hoje, passados uns bons anos, pego no livro e apercebo-me que, finalmente, percebo TUDO o que Garrett transmite! Sou capaz de detectar os pormenores históricos, os sentimentos presentes em cada expressão, e o enredo que se desenrola de uma maneira que eu nunca vi na vida!!! Trágico, romântico e cheio de emoção, é o que posso dizer do livro. Que aperto no coração!

Vinte anos depois da Batalha de Alcácer-Quibir, Madalena de Vilhena está casada com Manuel de Coutinho. Ambos têm uma filha, Maria, que é um anjo para todos lá da casa. Mas a vida não é fácil e o destino vai pregar uma partida demasiado grande a esta família! Manuel é perseguido pelos governantes que se instalaram depois de D. Sebastião desaparecer; Madalena vive assombrada pela memória do seu primeiro marido, cujo destino acompanhou o de D. Sebastião... E Maria, a filha, rapariga vivaça, demasiado curiosa e fruto de um casamento pecaminoso, segundo Manuel e Madalena.
Até que surge o Romeiro...

O enredo, mais do que viciante, apresenta-nos um prol de personagens únicas. Uma peça de teatro trágica, a evocar altos níveis literários!
O tipo de escrita é... Bem, muito lírico! Estamos perante um livro do séc. XIX, para muitos é um tipo de escrita algo floreado. Mas Garrett não é tanto assim. Na verdade, achei isso a primeira vez que o li, porque agora que o reli pareceu-me demasiado fácil de ler!

Admiro o autor por carregar o livro de emoção, de uma história bastante bem construída e personagens únicas!

Como não podia deixar de ser, adorei, e acho que é uma leitura obrigatória para quem quer experimentar um verdadeiro e apaixonante clássico.

16 comentários:

Tatiana disse...

Se conheço esta obra?? CLARO!!
É das melhores obras que li sobre o ambito te obrigatoriedade escolar. Esta história eatá muito bem escrita e repleta de cultura. Fiquei muito triste com a morte de Maria e com o térmito do casamento de Madalena e Manuel.
É realmente uma história trágica, mas linda!
Um excelente contributo de Almeida Garret para a literatura portuguesa!

Pedro disse...

=DD
Também adoro! Está muito bem construída... Quanto à cultura, esta releitura fez-me ver isso mesmo bem =)
É uma tragédia, enfim é a história que nos é contada, mas a carga de emoção é inevitável!
Almeida Garrett é um dos autores mais versáteis que conheço =)

Angelina Violante disse...

Eu ainda não tive o prazer de ler esta obra, mas aogra estou a pensar lê-la.
Muito obrigada pelo comentário no nosso blog.

Beijinhos

Pedro disse...

Vale muito a pena, acho que é daquelas obras que mais cedo ou mais tarde devemos ter a experiência!

Jojo disse...

Também é um dos meus favoritos!...
É verdadeiramente apaixonante.

Pedro disse...

De facto ;)

"Folhas Caídas" é um livro poético que aconselho também! Almeida Garrett no seu melhor, como sempre =D

Tatiana disse...

também adorei o livro "Falar Verdade a Mentir" e também tive o prazer de o ver no teatro adorei!

Pedro disse...

Sim, também gostei muito desse! =) Mostra de facto o quão versátil Garrett era!

Infelizmente, não consegui ver a peça em teatro =(

Tatiana disse...

Ver no teatro é outra coisa!!! ui é muito bom! fartei-me de rir com esta obra!
beijinhos

Equilibrista disse...

Não me lembro se no meu ano era ou não obrigatório o livro. Sei que o li e também gostei muito =)
Aguçaste-me a vontade de o reler novamente.

**

Pedro disse...

Tatiana,
eu imagino! xD
Também gostava de ver o Frei Luís de Sousa em palco, deve ser um assombro. =|

Equilibrista,
talvez com a releitura captes pormenores que na altura não apanhaste ;) Aconteceu-me isso!

Um grande abraço

Laelany disse...

Eu também li esse livro, como leitura obrigatória. Gostei muito!

É engraçado. Quando lemos um livro e depois relemos mais tarde...uma e outra vez...percebemos alguns aspectos que nos passaram ao lado. Estamos sempre a descobrir mais :D

Tens um selinho muito doce no meu blog à tua espera ;)
(http://chmeianoite.blogspot.com/)

Beαtriz disse...

É sem dúvida uma excelente obra. Lembro-me que foi das aulas de português que mais gostei. Eu adoro a disciplina, mas quando demos esta obra, bom , foi algo de espectacular, mesmo :D .
**

Pedro disse...

Laelany,
essa é sem dúvida a mais-valia da releitura! Já sabes o que te espera, portanto atentas nos pormenores =)
Obrigado pelo selo! =D

Beatriz,
ainda estou à espera de começar a lê-lo mesmo na aula, acho que vou adorar! ^^

Um grande abraço

Be. disse...

Já te adicionei no twitter!
E tens um selinho no meu blog!

Pedro disse...

Be.,
já também te adicionei! Obrigado pelo mimo =D

Quem também lê