segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Nova oferta da Sábado!!!

Para quem já conhece os livros, para quem já conhece a iniciativa e para quem ainda desconhece:

A Sábado, desde o ano passado, ganhou o hábito de organizar pequenas colecções de livros... Pequenas, como quem diz, são grandes obras da literatura mundial! E são praticamente oferta!

Para alegria de muitos (minha também, pois tenho descoberto livros fantásticos com a Biblioteca Sábado), já este mês a revista volta a lançar uma nova colecção, desta vez tendo em atenção Livros que fizeram história. Os títulos e as datas são:

22 Janeiro - Mar Morto, de Jorge Amado
29 Janeiro - Samarcanda, de Amin Maalouf
5 Fevereiro - Os Filhos da Meia-Noite, de Salman Rushdie
12 Fevereiro - As Cidades Invisíveis, de Italo Calvino
19 Fevereiro - Lolita, de Vladimir Nabokov
26 Fevereiro - Vasto Mar de Sargaços, de Jean Rhys
5 Março - O Quarto Protocolo, de Frederik Forsyth

O preço de cada livro é 1 euro. Mais o preço da revista.
O primeiro costuma ser grátis (excluindo o preço da revista). Creio que este não é excepção.
Eu fico super contente com a notícia e já estou ansioso por lê-los! (agora, chegou a altura de começar a organizar as leituras por cá, os livros por ler são demasiados e ainda estou comprometido com meia dúzia de obras por adquirir)
Aconselho a todos prepararem-se, estas colecções valem muito a pena. E não custam mesmo nada, garanto.

(fonte: Estante de Livros)

13 comentários:

Clara disse...

É uma excelente oferta!

Estou a ler "D.Flor e os seus dois maridos" de Jorge Amado. Mesmo com aquela linguagem "brasileira", às vezes difícil de entender, estou a adorar!


Beijinhos

anaaaatchim! disse...

Gosto do título do ultimo livro... "O quarto protocolo". Tenho que procurar uma sinopse :)

Otário disse...

os livros são sempre grátis ou é só o 1º?
lembro-me de chegar a comprar o 'fiel jardineiro' há uns tempos atrás, mas ainda não o li, porque vi o filme... e fiquei sem vontade:)

Beαtriz disse...

A Revista Sábado realmente... é um máximo! ;P

Pedro disse...

Clara,
infelizmente ainda só tive a oportunidade de ler "O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá", conto que ultrapassou as minhas expectativas. Estou mais que entusiasmado com "Mar Morto" (lembro que, na colecção anterior, o livro "Gabriela Cravo e Canela" não foi publicado por questões de direitos de autor... Parece-me que compensaram! =D).

Anaaaatchim,
queres que escreva as sinopses de todos os livros no poste? Confesso que não o fiz por uma questão pessoal, por querer manter esse conhecimento afastado e assim não começar a criar expectativas tão cedo...

Otário,
só o primeiro é grátis, os restantes são a um euro. Mas acredita que vale bem a pena, oh se vale!
Não aproveitei os livros dessa primeira colecção... =/ Quanto a "O Fiel Jardineiro", nunca li nem nunca vi o filme, embora não tenham faltado oportunidades! Pode ser que um dia vá mesmo... Claro, depois do teu apoio estou ainda mais entusiasmado! =P (not)

Beatriz,
podes crer ;) Já sou um fã incondicional!

Um grande abraço

Pedro disse...

Decidi postar nestes comentários as sinopses dos livros ;)

Mar Morto é da longa lista dos romances de Jorge Amado, um dos mais populares, não só no Brasil como em muitos outros países.
Romance de grande força lírica, considerado um verdadeiro poema em prosa, conta histórias de velhos marinheiros, de mestres saveiros, de pretos tatuados e de malandros que contam e cantam essas histórias da beira do cais da Bahia.
Conta a história de Guma e Lívia que é a «história da vida e do amor no mar» e como diz Jorge Amado «O povo de Iemanjá tem muito que contar».


Samarcanda de Amin Maalouf Escrito no estilo colorido e poético dos velhos contos orientais, eis-nos perante um romance que é ao mesmo tempo uma apaixonada meditação sobre a verdadeira essência da Pérsia, aqui abordada sucessivamente em dois períodos cruciais da sua história: A dominação da dinastia turcomana dos Seljúcidas, nos séculos XI e XII. O dealbar do século XX em que despontam os anseios de reformas democráticas e de emancipação patriótica.


Os filhos da meia-noite de Salman Rushdie O autor é um homem dividido entre 3 culturas, o que decerto contribuiu para conferir ao seu trabalho uma espécie de permanente distanciação, não feita de indiferença, mas de uma empenhada capacidade de questionar. A primeira dessas culturas é a da Índia, país onde Rushdie nasceu; a segunda é a do Paquistão, terra de refúgio da sua família, e a terceira é a da própria Inglaterra, onde estudou e vive.


As cidades invisíveis – Italo Calvino «Nada garante que Kublai Kan acredite em tudo o que diz Marco Polo ao descrever-lhe as cidades que visitou nas suas missões, mas a verdade é que o imperador dos tártaros continua a ouvir o jovem veneziano com maior atenção e curiosidade que qualquer outro enviado seu ou explorador...
Só nos relatos de Marco Polo, Kublai Kan conseguia discernir, através das muralhas e das torres destinadas a ruir, a filigrana de um desenho tão fino que escapasse ao roer das térmitas.»

Lolita de Vladimir Nabokov Em 15 de Setembro de 1955, foram colocados à venda os primeiros exemplares de “Lolita” do escritor Vladimir Nabokov.
Gerador de grande controvérsia, o romance, rapidamente traduzido em todas as línguas, é hoje considerado um dos clássicos da literatura do século xx, tendo sido adaptado por duas vezes ao cinema com assinalável êxito.

Vasto mar de sargaços – Jean Rhys No indolente clima das Antilhas Britânicas, em 1810,as famílias brancas vivem mergulhadas entre fumos de feitiçaria negra e revoltas de escravos

O quarto protocolo – Frederik Forsyth Kim Philby é levado para um encontro secreto com o maior dirigente soviético. Sua missão: formular um plano que permita aos comunistas ingleses chegarem ao poder através do Partido Trabalhista. O obstáculo: o acordo secreto entre as grandes potências (o quarto protocolo).

Fonte: http://www.marcadordelivros.blogspot.com

Juliana Teixeira disse...

Bem que essa revista poderia atravessar o Atlântico...

Nocturna disse...

Bem haja a direcção da Sábado. Oferecer livros por 1 euro é excelente e vou estar atenta. Já possuo uma grande parte deles, mas há sempre amigos mais jovens, que não os têm e a quem vale pena fazer a oferta. Um livro é um amigo para a vida.
Abraço nocturno

Pedro disse...

Juliana,
tenho quase a certeza que, se procurares por aí, encontrarás promoções parecidas! ;)

Nocturna,
já leste os que tens? O que achaste (apenas uma apreciação...)?
A Sábado continua de parabéns! Edita livros fenomenais. E ainda bem que tantas pessoas aderem à promoção, é da maneira que a Sábado continua com a iniciativa!

Um grande abraço

Canochinha disse...

No que me diz respeito, são todos para adquirir. Ainda bem que a Sábado continua com esta iniciativa, o que é sinal que deve estar a ter sucesso :)
Com livros a 1 euro, só não lê quem não quer...

vera disse...

excelente o meu pai compra sempre e posso por aquele eurito extra :D

Butterfly disse...

Desta colecção vou certamente adquirir "Os Filhos da Meia-Noite"; "As Cidades Invisíveis" e "Lolita" !

Bjinhos

Pedro disse...

Canochinha,
Tal como eu, e já tenho "Mar Morto" hehe
É quase obrigatório, são obras primas e parece-me que boas obras!

Vera,
hehe xD Eu aviso logo o meu pai, ele já sabe que não escapa a comprar a revista! xD

Butterfly,
já estou ansioso por ler essas obras!

Um grande abraço

Quem também lê