segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Sessão de cinema



Lindo, lindo filme. Excelente filme, mais do que uma adaptação cinematográfica.

Já li o livro e adorei o que Kate DiCamillo criou: uma história infantil com personagens e um enredo facilmente confundível com algo mais do que para crianças. Todos vão adorar.

O filme é diferente do livro. E fez muito bem, pois quando o vi não vi apenas a história do livro passada para o grande ecrã, mas sim um filme que merece tornar-se num dos melhores.
A imagem está muito boa, e gostei de ver que criaram mundos muito apelativos (o dos ratos, o das ratazanas e o dos homens), que passam mais despercebidos no livro. É fácil gostarmos daquelas personagens e de nos emocionarmos com a história. Está bem organizado, de forma a não nos baralhar, o que não acontece no livro (cujo passado e presente se misturam com frequência).
Dá para nos alegrarmos um pouco, algumas vezes uma pequenina gargalhada, e sentirmo-nos inspirados para a vida. Despereaux é um espectacular cavaleiro, ratinho mas leal. Não tenho defeitos a apontar no filme, nem se torna aborrecido, apenas talvez quero avisar que, no fundo, uma criança de 5 anos não é a audiência mais favorável para este filme. Poderia ser, mas há certos valores que pedem alguma maturidade.

Vale bem a pena. A ver e a ler.

14 comentários:

Cristina Bernardes disse...

Já vi e sou da mesma opinião. Tb concordo de ser um desenho animado mais para crescidos do que para pequenos (apesar do meu pequeno rebento de 4 anos ter adorado)... e já comprei o livro para ler, estou só à espera de um buraquinho para ele. Também já tinha postado na Floresta das Leituras, para quem quiser mais alguma info! http://florestadasleituras.blogspot.com/2009/01/sinopse-despereaux-tilling-o-nico.html

t i a g o . disse...

Já li, mas ainda não vi o filme. Aliás, lá li ambos os 4 livros de Kate di Camillo para crianças editados em Portugal:
- Por Causa de Winn-Dixie (também adaptado para filme)
- A libertação do Tigre
- A Lenda de Desperaux
- A Odisseia de Edward Tulane

Adorei todos, uns mais por umas razões, outros por outras. Excluindo a libertação do tigre, penso que os restantes três entram no meu top 20 de livros lidos. Simplesmente porque adoro as histórias e o ambiente à volta delas criado.

espero que gostes da conclusão do equador (ainda hei-de o ler :P)
tiago

WhiteLady3 disse...

Ainda não li o livro nem vi o filmes, mas o último sempre me interessou mais. Visualmente parece bem conseguido e a história também parece divertida. O ratinho faz-me lembrar o Dumbo, com aquelas orelhas, e adoro a parte em que vê a faca na escola e a professora fala com os pais. :D

WhiteLady3 disse...

Já agora no que toca às crianças, tenham um pouco mais de fé. Lá porque sendo mais velhos podemos apreender coisas que eles não o fazem, não quer dizer que não aprendam à mesma. Este tipo de desenhos animados, assim como fábulas, têm uma percepção diferente quando as lemos/vemos quando somos mais jovens e mais adultos. Um exemplo é, segundo dizem O Princepezinho ou até O Rei Leão. Hoje em dia sou capaz de apreciar subtilezas que não fiz quando era mais pequena, ou qualquer outro filme da Disney. ;) Volto a frisar que não li nem vi, mas este tipo de contos, ou pelo menos aquilo que entendo que deve ser, parece-me enquadrar-se no que disse.

Beαtriz disse...

LOOL. É sem dúvida um filme que gostaria de ver.. não sabia que existia livro :O .
***** ;)

Ana Paula Duarte disse...

Oláa!!
Tud bem?
Vim te desejar um feliz 2009 e avisar que estou de volta no blog, já tem nova postagem por lá!
Abraço.

Ana Paula Duarte disse...

Oláa!!
Tud bem?
Vim te desejar um feliz 2009 e avisar que estou de volta no blog, já tem nova postagem por lá!
Abraço.

Cristina Bernardes disse...

Olá whiteLady3, quando eu disse que o filme é talvez mais para os crescidos, não quer dizer que eu não acredite nos nossos mais pequenos... não estivesse eu ligada à educação com imensa paixão. O que eu quis dizer é que este filme acaba por abarcar um público muito vasto, e cada um consegue interpretar à sua maneira... sei bem que o meu rebento não percebeu as mensagens todas, visto algumas estarem implícitas, mas percebeu as mais importantes: a Coragem, o Perdão e a Amizade. Até breve.

Carla disse...

ainda não vi o filme, mas fiquei com vontade
beijos

Mónica disse...

Não li o livro mas vi o filme e adorei. Pensei que fosse ser mais "divertido", assim algo mais infanto/juvenil mas a verdade é que fiquei positivamente surpreendida com a beleza dos desenhos e com a mensagem transmitida pela história.

Tita disse...

Olá Pedro, não vi o filme nem li o livro, mas pelo menos o filme tenho q ver pois adoro desenhos animados =P
Tomei a liberdade de te adicionar no meu blog ;)

Clara disse...

Eu gosto imenso de desenhos animados e este faz parte da lista de filmes obrigatórios.

Beijinhos

anaaaatchim! disse...

Vi uma reportagem acerca do filme no 35mm, e também fiquei curiosa :) Ainda bem que gostaste!! Talvez o venha a comprar em DVD :)

Pedro disse...

Cristina Bernardes,
O livro é uma pequena delícia! ;) E o filme está muito bem conseguido, saí da sala muito aconchegado! Acho que este é daqueles desenhos animados em que um adulto pode tirar lições muito importantes também, portanto não só virado para os mais pequenos!

Tiago,
ainda só li "A Lenda de Despereaux", mais nenhum dela! Em breve experimentarei "A Odisseia de Edward Tulane", parece-me muito bom também! E está cá por casa "Por Causa de Winn-Dixie", o livro... Talvez o leia um dia destes!
O ambiente criado é mesmo um dos segredos de se tornarem tão cativantes! E acho que com o filme não é excepção, o ambiente é mesmo acolhedor.
Já li o "Equador"! A opinião já está a sair =)

WhiteLady3,
acredita, tanto o livro como o filme valem bastante a pena! O filme está muito engraçado, e Despereaux é uma personagem adorável =)
Quando disse o que disse sobre os adultos em relação a este filme, não quis dizer que as crianças também não aprendessem! O que quero dizer é que, além dos valores e morais que ajudam a criança a crescer, o próprio adulto pode ter uma interpretação muito interessante! É mesmo para todas as idades!
Quanto a "O Principezinho", é o livro que li mais vezes (perto de 500 xD) e ainda hoje me impressiono: de cada vez que o leio, apreendo alguma coisa nova. É a prova em como estou a crescer constantemente ;) "O Rei Leão" é um filme de animação rico, vivo, e como o meu professor de Filosofia diz "um dos filmes mais filosóficos que alguma vez foi feito" =D (e olhem que é mesmo a sério, acho que até contrataram uns filósofos aquando a realização do filme e tudo!) Sim, acho que "A Lenda de Despereaux" se encaixa nesse caso!
Bem, acho que a Cristina Bernardes disse tudo no comentário seguinte =)

Beatriz,
pois é, existe o livro e (como podes supor) é um sucesso na literatura! Vai ver o filme! ;)

Ana Paula Duarte,
feliz 2009 para ti também! =D Ultimamente tenho tido pouco tempo para visitar outros blogues, mas não estou esquecido.

Carla,
pois então vai ver, pois vale bem a pena!

Mónica,
também fiquei bastante surpreendido com a beleza dos desenhos e a mensagem. Confesso, quando vi essas imagens e o trailer, tive medo que fossem estragar a história tão bem escrita do livro (que, aliás, deves ler). Mas acabaram por fazer um filme que é mais do que uma adaptação, é sim uma obra cinematográfica que dá prazer em ver e interesse!

Tita,
finalmente o blogue! =D quando tiver tempo comento tudinho! ;)
O filme é excelente, vais adorar tenho a certeza!

Clara,
e com razão, acredito!

Anaaaatchim,
eu vou querê-lo em DVD, é para ver e rever =)

Um grande abraço

Quem também lê